O Tajiquistão concordou em ceder uma parte do seu território para a vizinha China, numa tentativa de acabar com uma disputa territorial que já dura mais de um século. O Parlamento tajique votou e aprovou hoje uma lei que cede à China 2,5 mil quilômetros quadrados de terra na região escassamente povoada dos montes Pamir. Não existem informações precisas sobre quantas pessoas vivem no território que será cedido.

O líder da oposição Mukhiddin Kabiri criticou a medida e disse que a cessão de território é inconstitucional e representa uma derrota para diplomacia tajique. Mas o ministro das relações exteriores, Khamrokon Zaifiri, apresentou a cessão territorial como uma vitória, dizendo que a China na realidade reivindicava um território muito maior, de 28 mil quilômetros quadrados. A disputa data do século 19, quando o Tajiquistão pertencia ao Império Russo. As informações são da Associated Press.