O governo de Taiwan vai conceder permissão para que o Dalai Lama visite a ilha, a fim de consolar as pessoas afetadas no início do mês pelas enchentes e por outros danos causados pelo tufão Morakot. O anúncio foi feito pelo presidente Ma Ying-jeou durante entrevista a uma emissora local de TV. A visita será a primeira do líder espiritual tibetano sob o governo de Ying-jeou e também a primeira viagem do líder espiritual à ilha em oito anos. No ano passado, quando o Dalai Lama disse que queria visitar Taiwan, o presidente afirmou que o momento não era apropriado.

Numa entrevista coletiva, o porta-voz do gabinete presidencial, Wang Yu-chi, descreveu a visita do Dalai Lama como uma atividade religiosa e que, por isso, não deve prejudicar as relações da ilha com a China. O líder espiritual tibetano já visitou Taiwan duas vezes, lembrou o porta-voz. O Dalai Lama deve chegar ao país na próxima semana, a convite de governos locais liderados pelo Partido Progressista Democrático no sul da ilha, onde o tufão causou os maiores danos. As informações são da Dow Jones.