Subiu para 77 o número de mortos após a queda de um avião de passageiros da Iran Air, por causa do mau tempo, no noroeste do Irã. “Infelizmente, 77 de nossos cidadãos morreram, 26 ficaram feridos e foram hospitalizados e uma pessoa está desaparecida”, informou hoje a televisão estatal iraniana, citando um relatório do centro de informações da polícia. “Uma equipe de resgate está buscando a pessoa desaparecida.”

O Boeing 727 caiu ontem perto da cidade de Orumiyeh, por volta das 19h45, disse um funcionário da província de Azerbaijão Ocidental, citado pelo site da TV estatal. Imagens da TV mostraram o avião quebrado em três partes e enterrado em meio à neve.

A agência Isna informou hoje o mesmo número de mortos, mas com dois passageiros desaparecidos. A agência atribuiu a informação ao chefe do comitê de crise do Ministério dos Transportes do Irã, Ahmad Majidi. “Nós não sabemos se os dois desaparecidos estão entre os destroços da fuselagem, ou no hospital, ou mortos. Nós descobriremos sobre eles hoje”, disse o funcionário.

Majidi afirmou que aparentemente o mau tempo foi em parte responsável pelo acidente. Segundo ele, aparentemente o piloto não poderia pousar no Aeroporto Orumiyeh por causa do tempo ruim e então decidiu retornar para Teerã.

Um porta-voz da Iran Air disse que a companhia está avaliando o caso, mas o mau tempo aparentemente foi a causa principal. Um funcionário do Ministério dos Transportes disse ontem que uma das duas caixas-pretas da aeronave já havia sido recolhida, o que ajudaria a determinar a causa do acidente.

O Irã, que enfrenta há anos sanções internacionais, sofreu uma série de desastres aéreos na última década. A frota aérea do país é composta por aeronaves velhas, em condições ruins também por causa da falta de manutenção. As informações são da Dow Jones.