Um ataque aparentemente com granada lançado contra manifestantes contrários ao governo que ocupam o escritório do primeiro-ministro em Bangcoc feriu pelo menos 33 pessoas na manhã deste domingo (hora local), segundo um funcionário do setor de emergências. A explosão ocorreu perto de uma área onde são realizados protestos, na capital da Tailândia.

Um porta-voz do Centro Médico Narentorn afirmou que cinco dos feridos foram hospitalizados. Um policial afirmou que o objeto era uma granada, mas a informação ainda não foi confirmada oficialmente.

No sábado, a polícia tailandesa construiu um enorme cordão de isolamento no principal aeroporto tailandês, ocupado por oposicionistas do governo desde terça-feira. Cerca de dois mil policiais foram destacados para o aeroporto internacional de Suvarnabhumi, na tentativa de conter o protesto do grupo Aliança do Povo pela Democracia.

Pousos e decolagens estão paralisados. Os manifestantes, que também ocupam o aeroporto doméstico de Bangcoc, pedem a renúncia dos membros do governo. O impasse causa forte impacto na economia tailandesa. Matérias publicadas em jornais locais apontam que mais de 100 mil turistas estão impedidos de sair do país, o que afetou o cronograma de milhares de companhias aéreas em todo o mundo. As informações são da Dow Jones.