Uma série de ataques deixou pelo menos 15 mortos no Iraque, informaram autoridades nesta segunda-feira. O episódio mais violento aconteceu na cidade de Madain, cerca de 20 quilômetros a sudeste de Bagdá, onde uma bomba explodiu perto de um centro juvenil, matando seis civis e ferindo três, informou a polícia.

Em Mosul, norte do país, um carro-bomba explodiu numa área comercial, matando um civil e ferindo outros cinco, revelou um policial. Também em Mosul, dois grupos militantes mataram a tiros um policial e um civil, em dois ataques separados.

A cidade, que fica 360 quilômetros a noroeste de Bagdá, tem sido palco de alguns dos ataques mais sangrentos fora da capital nas últimas semanas.

Na noite de domingo, homens armados abordaram a família de um policial enquanto ele voltava para casa de carro, após uma festa de casamento numa área remota da cidade de Musayyib. O policial, seus pais, sua mulher e duas crianças foram mortas, informou o prefeito Abdul-Karim nesta segunda-feira. Uma criança de oito anos ficou ferida.

Integrantes das forças de segurança e funcionários do governo e seus familiares são os principais alvos de grupos insurgentes que buscam abalar os esforços do governo para manter a segurança do país.

Os ataque fazem parte de um aumento da violência nos últimos meses, elevando os temores de que o Iraque esteja no caminho de um amplo conflito sectário, como o que levou o país para perto de uma guerra civil entre 2006 e 2007. Fonte: Associated Press.