Notícias que circulam pela internet confirmam que esta não está sendo uma boa semana para o reino animal. Na quarta-feira, um coelho sem orelhas de apenas 17 dias de vida acabou morrendo de forma trágica na Alemanha. Como se não bastasse, o reino animal perdeu no último sábado a cadela Yoda, conhecida por vencer o concurso de cão mais feio do mundo.

Til, como tinha sido batizado o coelho sem orelhas, vivia no zoológico de Limbach-Oberfrohna, quando morreu ao ser pisoteado por um cinegrafista que tentava capturá-lo em imagens. Til era bastante querido na comunidade.

Ao contrário de Til, a cadela Yoda acabou ficando famosa por sua feiura. Da raça cão-de-crista-chinês e chiuaua, ganhou projeção ao vencer o concurso de Cão Mais Feio do Mundo. Mas, no último sábado (10), ela não resistiu ao peso da idade. Com 15 anos, Yoda acabou morrendo. Yoda tinha poucos pelos e uma língua “avantajada”.

Consolo

Com tantas notícias ruins, um estudo publicado nos Estados Unidos vem a calhar. De acordo com a pesquisa, o álcool é uma saída, um consolo, para moscas deprimidas. A experiência que descobriu a situação foi feita na Universidade da Califórnia, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Para chegar a tal conclusão, os machos da espécie foram separados em dois grupos. Um deles foi colocado ao lado de fêmeas que permitem a cópula e o outro teve contato com fêmeas arredias.

Depois disso, as moscas puderam escolher entre dois grupos de alimentos divididos em alcoólicos e não alcoólicos. Nesse momento a surpresa: os pesquisadores observaram que os insetos rejeitados preferiram o alimento com álcool.