O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, recomendou ao Conselho de Segurança que rejeite os pedidos para o envio imediato de forças de paz da ONU para a Somália. Ban advertiu que o envio de tropas internacionais pode intensificar o longo conflito no país. Em comunicado enviado hoje ao Conselho de Segurança, ele afirmou que uma operação de paz “deve continuar sendo o objetivo da ONU”, mas disse que atingir esse objetivo vai exigir progresso significativo na promoção da reconciliação política e na restauração da paz no país do Chifre da África depois de 19 anos de desordem.

Ban disse que a Somália também precisa de instituições de segurança e forças policiais e militares. Ele recomenda que a ONU continue reforçando as forças da União Africana, que atualmente estão na capital somali, Mogadiscio. O ministro das Relações Exteriores da Somália, Mohamed Omaar, afirmou hoje que pediu à comunidade internacional ajuda para que o governo estabeleça uma guarda costeira para combater a pirataria no país.