O secretário de Segurança Pública da Cidade do México, Jesús Rodríguez Almeida, renunciou ao cargo nesta sexta-feira, em um momento em que ele e a corporação são criticados pela atuação ao prender pessoas em protestos motivados pelo desaparecimento de 43 estudantes no estado de Guerrero, no sul do país.

De acordo com o prefeito da capital, Miguel Angel Mancera, Almeida entregou uma carta de demissão, mas não mencionou razões específicas para isso. Mancera afirmou que enviará nos próximos dias uma proposta para um novo chefe da secretaria ao presidente Enrique Peña Nieto.

Diferentemente dos outros 31 estados mexicanos, na Cidade do México, as nomeações para secretário de Segurança Pública e o procurador geral devem ser aprovadas pelo presidente.

A capital tem sido cenário de diversas manifestações que exigem justiça no caso do desaparecimento de 43 estudantes da Escola Normal Rural de Ayotzinapa em 26 de setembro. Um dos maiores protestos aconteceu em 20 de novembro, em que 11 pessoas foram presas Fonte: Associated Press.