O secretário de Defesa dos EUA, Ash Carter, confirmou nesta sexta-feira que os EUA possuem indicações de que quatro mísseis disparados de navios russos caíram no Irã, ao invés de caírem na Síria, sugerindo que existem diversas falhas na operação.

O comentário de Carter foi o primeiro a ser feito em público sobre o acontecimento.

Os EUA afirmaram ontem que quatro dos 26 mísseis de longo alcance disparados pela Rússia a partir de navios caíram no Irã ao invés de caírem na Síria.

O secretário falou em uma coletiva de imprensa em Londres, junto com o secretário de Defesa britânico, Michael Fallon.

Os britânicos fazem parte da coalizão que ataca o Estado Islâmico no Iraque, mas não realiza ataques na Síria. Fonte: Associated Press.