A Polícia Metropolitana de Londres (Scotland Yard) assegurou neste domingo à Agência Efe que “não entrou” e “não tentou entrar” na embaixada equatoriana de Londres nesta quarta-feira para prender o fundador de Wikileaks, Julian Assange, como afirmou o australiano.

O jornalista fez hoje um discurso da sacada da embaixada do Equador, onde se encontra refugiado, e disse que a polícia britânica tentou invadir o local na quarta-feira passada.

Segundo ele, a polícia só desistiu de prendê-lo porque existiam testemunhas na embaixada. “Podia ouvir equipes da polícia andando dentro do edifício”, disse Assange.

Um porta-voz da Scotland Yard garantiu que as denúncias de Assange são falsas.