A política econômica do Peru não será afetada pela renúncia do ministro de Finanças, Alfredo Thorne, na semana passada, segundo a consultoria de risco político Eurasia Group. Por enquanto, o atual primeiro-ministro, Fernando Zavala, comanda a pasta das Finanças.

Não está claro por quanto tempo Zavala assumirá esse duplo papel, mas o presidente Pedro Pablo Kuczysnki deve nomear um substituto permanente para o Ministério das Finanças, na visão da Eurasia. Os possíveis nomeados incluem “economistas esperentes, bem respeitados e competentes que assegurariam a continuidade no investimento e na política econômica”. Fonte: Dow Jones Newswires.