A Rússia está considerando interromper as inspeções internacionais de seu arsenal, incluindo mísseis com capacidade nuclear, em resposta às “ameaças” dos EUA e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) sobre a crise na Ucrânia, afirmou o ministério da Defesa neste sábado.

“As ameaças infundadas contra a Rússia feitas pelos Estados Unidos e pela Otan sobre a política na Ucrânia são vistas por nós como um gesto hostil que permite a declaração de circunstâncias de força maior”, disse um alto funcionário do ministério da Defesa, que não foi identificado, em um comunicado enviado a todas as agências de notícias russas.

As inspeções que podem ser interrompidas são realizadas em conformidade com o Tratado de Redução de Armas Estratégicas, feito com os EUA, e com o Documento de Viena entre Estados membros da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa. Fonte: Associated Press.