O governo russo está aberto à possibilidade de permitir que armamentos dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) passem pelo seu território rumo ao Afeganistão. O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, disse que a permissão pode ser dada, caso as relações entre Moscou e o Ocidente melhorem.

Lavrov falou após diplomatas norte-americanos e russos discutirem detalhes logísticos sobre possíveis cargas norte-americanas de suprimentos não letais ao Afeganistão via Rússia. O país já havia permitido a passagem de materiais da Otan e agora autorizou o trânsito de produtos dos EUA. Perguntado sobre a possibilidade do envio de armas, Lavrov disse que “passos adicionais também são possíveis”. Segundo ele, isso depende da melhoria das relações entre os russos e a Otan, deterioradas desde a guerra do ano passado entre Rússia e Geórgia.

Outro ponto de discórdia entre Moscou e os EUA é o escudo antimísseis que os norte-americanos querem instalar no Leste Europeu. A Rússia vê o projeto como uma ameaça, mas os EUA argumentam que a intenção é apenas evitar um eventual ataque do Irã. O governo russo ameaça instalar mísseis perto da Polônia, caso os EUA de fato instalem os armamentos.