O rival da chanceler Angela Merkel nas eleições de hoje, o ministro de Relações Exteriores Frank-Walter Steinmeier, do Partido Social Democrata (SPD), admitiu a derrota. Steinmeier declarou a seus partidários que “não há outra forma de se referir a isso: trata-se de uma amarga derrota”.

Projeções mostram que o partido de Steinmeier – que tem feito parte do governo da Alemanha nos últimos 11 anos – deve ter os piores resultados numa eleição parlamentar desde a Segunda Guerra Mundial, com menos de 25% dos votos do pleito desde domingo.

O partido de Merkel, a União Democrata Cristã (CDU), foi bem e deve conseguir formar uma nova coalizão de centro direita para governar o país.