O rei Abdullah, da Arábia Saudita, está pronto para ajudar a restaurar os preços do petróleo para níveis apropriados, informou neste domingo (15) Ban Ki-moon, secretário geral das Nações Unidas (ONU). Ki-moon afirmou a repórteres depois de uma reunião com o rei Abdullah na cidade de Jeddah durante viagem de um dia ao maior produtor de petróleo do mundo, que "o rei acredita que a alta atual nos preços do petróleo é anormal e por isso ele está pronto para ajudar a restaurar o nível dos preços".

A Arábia Saudita chamou os produtores de petróleo e os maiores consumidores para uma reunião no dia 22 de junho em Jeddah, com o objetivo de discutir caminhos para conter a alta nos preços do petróleo. Especula-se que a Arábia Saudita pode elevar sua produção em 500 mil barris diários. Entretanto, o presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Chakib Khelil, afirmou que o cartel não irá tomar qualquer decisão sobre nível de produção antes da reunião do dia 9 de setembro, em Viena.