Os republicanos assumiram ontem formalmente o controle da Câmara dos Deputados com a promessa de defender uma agenda conservadora, além de levar adiante os esforços para minar a administração de Barack Obama e algumas de suas principais bandeiras, como a reforma do sistema de saúde.

Apenas como formalidade, o deputado republicano John Boehner, de Ohio, foi eleito presidente da Câmara, derrotando a democrata Nancy Pelosi. Ele recebeu 241 votos, contra 173 da antiga ocupante do cargo. A democrata ainda viu 19 deputados conservadores de seu partido votarem em um terceiro candidato como forma de protesto.

“Nós nos reunimos aqui hoje em um momento de grandes desafios. Cerca de um em cada dez de nossos vizinhos está procurando trabalho. Os custos com a saúde continuam aumentando para as famílias e os pequenos negócios. Nossos gastos não param de crescer e a nossa dívida deve em breve eclipsar o tamanho de toda a nossa economia”, disse Boehner em seu discurso inaugural.

O republicano acrescentou que pretende construir um processo para escutar o povo. “Estaremos firmes em defesa dos princípios constitucionais que formam o nosso partido”, disse. Em seu discurso, Boehner fez críticas indiretas à sua antecessora pela falta de transparência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.