O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a usar o seu perfil no Twitter para fazer críticas a executivos que deixaram o Conselho de Manufatura da Casa Branca. O último a sair da parceria com o governo foi Scott Paul, CEO da Alliance for American Manufacturing.

Em seu perfil no Twitter, Trump afirmou que “para cada CEO que deixar o Conselho de Manufatura, eu tenho muitos outros para colocar no lugar”. Paul também utilizou a rede social para dizer que sua saída do conselho era “a coisa certa para se fazer”.

Paul se uniu aos CEOs da Merck, da Intel e da Under Armour, que deixaram o conselho, após declarações de Trump sobre um protesto de supremacistas brancos em Charlottesville, na Virgínina, as quais foram consideradas controversas.