O novo primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, divulgou neste sábado (20) os nomes de seu novo gabinete. O gabinete foi anunciado em rede de televisão e tomará posse na segunda-feira. Abhisit é o terceiro líder da Tailândia em apenas quatro meses e o primeiro oponente do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra a conduzir um governo civil em sete anos.

Sua escolha trouxe esperanças de que interromperia uma seqüência de escolhas impopulares, que provocaram uma série de protestos no país, incluindo o fechamento por manifestantes dos principais aeroportos da Tailândia.

Entre os representantes do gabinete de 35 membros estão nomes que os críticos já alertaram irão dificultar a união da nação, profundamente dividida entre a classe média, que compõe sua base do novo gabinete, e a classe rural pobre que apoiou Thaksin.

Thaksin assumiu após golpe em 2006 e foi o centro de uma crise política no país, que levou à queda de seu governo. Thaksin fugiu para evitar ser processado por corrupção. A escolha que gerou mais críticas foi a do ministro das Relações Exteriores, Kasit Piromya, um diplomata de carreira e que destacou-se no apoio aos manifestantes que ocuparam por três meses o complexo onde fica o escritório do primeiro-ministro e que bloquearam dois aeroportos na capital Bangoc.