O presidente interino da Líbia, Mohammed al-Megarif, afirmou nesta segunda-feira (7) à TV estatal que ele sobreviveu a uma tentativa de assassinato em uma cidade no sul do país. Segundo ele, homens não identificados atiraram diversas vezes na direção do hotel em que ele se hospedou, na cidade de Sabha.

Megarif, que também é presidente do Parlamento, afirmou que três de seus seguranças foram feridos em confrontos que se arrastaram desde a madrugada até a manhã de sábado. O ataque ocorreu menos de um mês após o Parlamento declarar que o sul do país é uma zona militar restrita e fechar as fronteiras da região para impedir a entrada de armas e imigrantes ilegais.