O presidente da Síria, Bashar al-Assad, decretou hoje uma anistia geral para os membros da Irmandade Muçulmana e os presos políticos do país, após dois meses de violentos protestos contra o regime, informou a agência estatal Sana.

“O presidente Assad emitiu por decreto uma anistia para todos os crimes cometidos antes de 31 de maio de 2011”, afirmou a agência. “A anistia se aplica a todos os presos políticos, bem como à Irmandade Muçulmana”. As informações são da Dow Jones.