O primeiro-ministro da Síra, Wael al-Halqi, sobreviveu a uma tentativa de assassinato quando uma explosão atingiu seu comboio na segunda-feira, afirmou a televisão estatal síria. O guarda-costas do primeiro-ministro foi morto, segundo ativistas.

“A explosão terrorista em Mazzeh foi uma tentativa de atingir o comboio do primeiro-ministro e Dr. Wael al-Halqi saiu ileso”, informou a televisão estatal.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que um carro-bomba visava atingir o comboio de Halqi enquanto ele passava pelo bairro de Mazzeh em Damasco. Segundo o Observatório, a explosão matou um de seus guarda-costas.

O diretor da instituição, Rami Abdel Rahman, disse que o motorista de Halqi e um segundo guarda-costas também ficaram gravemente feridos na explosão. As informações são da Dow Jones.