A primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra criticou a decisão do Partido Democrata de boicotar as eleições gerais de 02 de fevereiro, informou o Bangkok Post.

“Se os democratas se recusam a jogar pelas regras e seguir em frente, o governo não sabe o que fazer na sequência”, afirmou Shinawatra. “Como o poder de decisão está nas mãos do povo, a agitação é provável se o Estado de Direito não for mantido”, acrescentou.

No final de semana, o líder democrata do país, Abhisit Vejjajiva, afirmou que a oposição boicotaria as eleições legislativas de fevereiro e que não lançaria candidatos para a corrida eleitoral. Fonte: Market News International.