O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, admitiu sua derrota e parabenizou o democrata Barack Obama pela vitória. “O povo americano falou, e falou claro”, disse McCain, em discurso a uma platéia emocionada de correligionários diante do Hotel Biltmore, na cidade de Phoenix, no Arizona, seu estado natal. Ele pediu que todos os americanos se juntassem a ele nas congratulações ao presidente eleito e afirmou que esta foi uma “eleição histórica” e uma “grande conquista para os afro-americanos”. O senador republicano se comprometeu a ajudar o governo de Barack Obama. “Prometo a ele nesta noite fazer tudo o que estiver em meu poder para ajudá-lo a nos liderar através dos muitos desafios que enfrentamos”, declarou McCain.

De acordo com um assessor de Obama, McCain telefonou ao democrata pouco antes do discurso. “O senador Obama agradeceu ao senador McCain e disse que ele havia se engajado numa árdua disputa”, afirmou o assessor, Robert Gibbs. O novo presidente também elogiou o rival como “alguém que mostrou classe e honra durante esta campanha, como teve durante toda sua vida pública”, acrescentou Gibbs.

Obama afirmou ainda que está ansioso para se sentar com McCain e conversar sobre como ambos podem trabalhar juntos. “Eu preciso de ajuda e você é um líder em muitas questões importantes”, teria afirmado Obama, segundo o relato de Gibbs.