Grande parte dos eleitores da Irlanda planeja dizer “sim”, na próxima semana, ao tratado fiscal da União Europeia, indica pesquisa deste sábado no país. O levantamento, divulgado pelo jornal The Irish Times, mostra que 39% dos eleitores pretendem apoiar o tratado de combate ao déficit na UE em referendo na quinta-feira, enquanto 30% dos entrevistados planejam rejeitá-lo e 31% estão indecisos ou não planejam votar.

O primeiro-ministro Enda Kenny diz que os contrários ao tratado devem arrebanhar grande parte daqueles que estão indecisos à medida que o referendo se aproxima. “A (diferença) vai se estreitar na última semana, como sempre ocorre”, disse Kenny. Por isso, ele incitou a população a votar. “Não se acomodem. As coisas não estarão decididas a não ser que você vá e coloque seu X na linha que diz ‘sim'”, afirmou o primeiro-ministro, que planeja um pronunciamento à nação na TV no domingo à noite, buscando apoio ao tratado.

A Irlanda é o único signatário do acordo demandando aprovação pública para ratificá-lo. Se o país rejeitar o pacto, este ainda vai se tornar lei se pelo menos 12 membros da União Europeia fizerem a aprovação em seus parlamentos. De toda forma, isso enviaria uma onda de choque político ao bloco europeu, uma vez que os oponentes ao tratado dizem que também querem o direito a um referendo. As informações são da Associated Press. (Nalu Fernandes)