O Pentágono disse nesta terça-feira que viu sinais de que a Síria está se preparando para usar armas químicas novamente, preparando o cenário para um novo confronto com o presidente sírio, Bashar al-Assad. O porta-voz do Pentágono, Jeff Davis, afirmou que os EUA viram “ações sugestivas de intenção de usar armas químicas” na mesma base síria que foi atingida por mísseis americanos em abril.

Washington está acompanhando os desenvolvimentos na base aérea de Shayrat por vários dias e as indicações de que a Síria está se preparando para usar armas químicas tornaram-se “mais alarmantes” nas últimas 24 horas, segundo Davis. De acordo com ele, a inteligência americana identificou um plano específico de um local em Shayrat, que estava sendo preparado para o uso de armas químicas.

O Pentágono divulgou suas informações horas depois que o governo de Donald Trump, por meio do porta-voz Sean Spicer, emitiu uma advertência de que a Síria pagaria um “preço pesado” caso Assad usasse armas químicas novamente. Fonte: Dow Jones Newswires.