A principal aliada do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no Congresso americano, a líder da Câmara Nancy Pelosi, se rebelou nesta quarta-feira contra o pedido do mandatário para isentar os militares da proposta de congelar o orçamento do governo por três anos. Obama fará logo mais nesta noite seu discurso sobre o Estado da União.

“Todo mundo precisa fazer um sacrifício”, disse Pelosi ao jornal Politico. “Eu acredito que temos que submeter cada dólar federal ao mais duro escrutínio”.

Pelosi disse que cortar o desperdício em meio aos prestadores de serviços das forças armadas e à vasta burocracia militar americana poderá prover “algum espaço” para reduzir em “5%” o orçamento da defesa sem prejudicar as tropas americanas no campo de batalha ou os benefícios dos veteranos.

“Eu penso que se haverá um congelamento nos gastos, precisa ser em todo o governo”, disse Pelosi ao Politico.