O presidente cubano, Raúl Castro, anunciou para o segundo semestre de 2009 a realização do VI Congresso do Partido Comunista de Cuba, o primeiro desde 1997. Esse encontro pode alterar o futuro da ilha bem antes de Raúl e seu irmão, o ex-presidente Fidel Castro, deixarem o cenário político.

A convocação do congresso foi revelada após uma seqüência de pequenas mudanças anunciadas por Raul para tornar mais fácil e menos restritiva a vida dos cubanos. "Temos trabalhado duro nos últimos meses", disse Raul durante a reunião do Comitê Central do PC, transmitida pela televisão.

O partido deve estabelecer direcionamentos, incluindo para "quando as gerações históricas não estiverem mais por aqui", disse o presidente. Raúl também anunciou que comutou várias sentenças de morte, mas que a pena capital deve permanecer como possibilidade de punição no país.