Condições sociais injustas como o desemprego podem levar as pessoas ao pecado, à ruína financeira e até mesmo ao suicídio, advertiu nesta terça-feira o papa Francisco.

Em sua primeira mensagem para marcar a Quaresma, Francisco discutiu três tipos de miséria: a material, a moral e a espiritual.

A miséria moral, disse o papa, “consiste na escravidão do vício e do pecado”, como o álcool, as drogas, os jogos de azar e a pornografia.

A seguir, o papa observa que muitas vezes “condições sociais injustas”, como o desemprego, podem induzir o ser humano a esse tipo de miséria, provando as pessoas da dignidade do trabalho e do acesso à educação e à saúde.

“Em casos assim, a miséria moral pode ser considerada um suicídio iminente”.

Desde o início de seu pontificado, Francisco tem alertado para os excessos capitalismo e para a desigualdade de renda. Fonte: Associated Press.