A Organização para a Libertação da Palestina (OLP) confirmou nesta quarta-feira, 22, que não participará da conferência organizada em Manama, capital do Bahrein, em junho, sobre os aspectos econômicos do futuro plano de paz dos EUA. A Casa Branca anunciou a conferência no domingo como parte do plano de paz israelense-palestino do presidente Donald Trump. Os palestinos alegam que não foram “informados por nenhuma das partes sobre a reunião” e rejeitam a presença dos americanos como mediadores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.