Os líderes da Otan decidiram estender o auxílio financeiro que o bloco concede às forças de segurança do Afeganistão para além de 2016. De acordo com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, a expectativa é que em julho haja acordos financeiros suficientes para garantir ajuda ao exército e à polícia afegãos até 2020. O atual acordo vai até 2017.

Segundo o ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Philip Hammond, seu país decidiu continuar contribuindo com 70 milhões de libras (US$ 100 milhões) anualmente até 2020. Ele espera que o exemplo britânico inspire outros países a continuarem doando.

A Otan ainda vai definir os detalhes do prolongamento da missão, incluindo quais áreas do Afeganistão serão afetadas. Fonte: Associated Press.