A Organização do Tratado ao Atlântico Norte (Otan) anunciou nesta segunda-feira (23) a morte de um graduado comandante do Taleban e de nove militantes no sul do Afeganistão, um duro golpe contra o grupo militante em sua área central, para onde os Estados Unidos planejam enviar milhares de tropas adicionais para enfrentar a violência. Cerca de 12 soldados de forças afegãs e da coalizão foram mortos no sul do país nos últimos dias, dentre eles oito policiais afegãos que foram atacados hoje por integrantes do Taleban na Província de Kandahar.

Forças lideradas pelos EUA derrubaram o governo Taleban em 2001, mas muitos dos militantes fugiram para o Paquistão, de onde têm lançado ataques no território do Afeganistão junto com a Al-Qaeda. O presidente norte-americano, Barack Obama, já prometeu enviar uma força adicional de 17 mil homens para o Afeganistão este ano e trabalha com sua equipe para revisar a estratégia norte-americana com a expectativa de melhorar a segurança e a estabilidade no país asiático.

De acordo com uma nota da Otan, o veterano comandante taleban Maulawi Hassan e seus homens foram mortos no sábado quando as forças da Otan atacaram um complexo isolado na área de Kajaki, na Província de Helmand, no sul do país. A entidade afirmou ainda que nenhum civil esteve envolvido na ação. “Maulawi Hassan era uma figura veterana no norte de Helmand e sua influência se estende ao oeste de Oruzgan”, afirma o comunicado. As forças afegãs também estão reforçando suas operações contra militantes no sul.

 

Nesta segunda, a polícia afegã e agentes da inteligência detiveram cinco militantes do Taleban em Oruzgan, dentre eles o veterano comandante do grupo na Província, Mullah Azizullah, disse o policial Wali Jan. Segundo ele, os militantes foram parados no bairro de Arzo quando iam de carro da cidade de Quetta para o Paquistão. Quetta é considerada um porto seguro para muitos líderes veteranos do Taleban, dentre eles o líder supremo do grupo, Mulá Omar. O Paquistão nega a afirmação e diz que Omar está no Afeganistão.

Emboscada

Os oito policiais afegãos que foram mortos hoje sofreram uma emboscada realizada por integrantes do Taleban quando faziam uma patrulha no bairro Spin Boldak, ao sul de Kandahar, disse o policial Sahib Jan. Um policial também ficou ferido no ataque. Ontem, um foguete atingiu a principal base militar a Otan no sul, matando um empreiteiro e ferindo outras seis pessoas. O aeroporto de Kandahar, o centro nevrálgico dos esforços de guerra da aliança no sul do Afeganistão, tem sido atingido por muitos foguetes, mas a morte de ontem foi a primeira registrada num ataque, diz outro comunicado da Otan.

Dois soldados da organização também foram mortos ontem num “incidente hostil” no sul, informou um terceiro comunicado, sem indicar as nacionalidades dos soldados ou a exata localização do ataque. As mortes ocorreram dois dias depois que quatro soldados canadenses e um soldado da Otan terem sido mortos no sul do país.