Com 45,5% dos votos, o peronista José Manuel De la Sota foi eleito governador da província de Córdoba em eleições realizadas no domingo. O segundo colocado, Luis Juez, da Frente Cívica, obteve 26,2%. Sem candidato próprio ou acordo político com De la Sota, a presidente Cristina Kirchner, que é candidata à reeleição, ficou sem aliado na terceira província mais importante do país. De la Sota, que já foi governador de Córdoba, vai suceder outro peronista, Juan Schiaretti, que teve momentos de alinhamento com Cristina, mas sempre manteve o tom crítico.

Schiaretti costuma dizer que, antes de ser peronista, é cordobês. Nos últimos dias de campanha, De la Sota se definiu como “independente”, mas deixou abertas as portas para um possível acordo político com a administração federal. Ontem, no discurso da vitória, mandou uma mensagem à presidente: “Contem conosco para trabalhar para unir e não para dividir.”

Nos dois domingos anteriores, os candidatos de Cristina sofreram derrotas esmagadoras na cidade de Buenos Aires e na província de Santa Fé. Analistas afirmam que as derrotas nesses três distritos poderiam influenciar na tendência de votos para outubro, quando haverá eleições presidenciais. Porém, até o momento, conforme pesquisa divulgada ontem, Cristina é líder com folga nas intenções de voto.