Mais de 8 mil fuzis que pertenciam às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e que foram armazenados em 26 zonas de desarme pela Organização das Nações Unidas (ONU), foram retirados nesta terça-feira da zona.

Em julho, os observadores das Nações Unidas começaram a mobilizar os depósitos blindados e o último container deverá sair de La Guajira, no norte da Colômbia, ainda nesta terça-feira. “Isso coloca o país em uma nova etapa”, disse Jean Arnault, chefe da missão da ONU na Colômbia.

Arnault também deu os números do inventário bélico das Farc: além das 8.112 armas, se reconheceram 1,3 milhão de cartuchos, 22 toneladas de explosivos, mais de 3 mil granadas e mil minas terrestres, entre outros itens. Parte desse arsenal foi destruído no lugar, enquanto outras peças foram fundidas e convertidas em monumentos para comemorar o fim do conflito armado mais longevo das Américas.

“A construção da paz é como a construção de uma catedral: agora estamos construindo os nascimentos”, disse o presidente colombiano, Juan Manuel Santos. Fonte: Associated Press.