O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, voltou a pedir ao governo sírio nesta segunda-feira que autorize a entrada dos inspetores da entidade para investigar as acusações de uso de armas químicas na guerra civil que há mais de dois anos assola a Síria.

Ban disse que os inspetores de armas já analisam as evidências disponíveis, mas defendeu que a entrada “sem demora nem condições prévias” dos especialistas da ONU é necessária para reconstituir os acontecimentos e “esclarecer todas as dúvidas”.

O governo da Síria pediu o envio de inspetores de armas da ONU depois de acusar rebeldes de terem usado armas químicas em um ataque nas proximidades de Alepo. Posteriormente, os Estados Unidos apresentaram “indícios” de que o governo sírio também teria feito uso desse tipo de armamento.

Enquanto Damasco quer uma investigação limitada a sua denúncia, Ban autorizou uma investigação mais ampla, que inclui as suspeitas contra o governo sírio. As informações são da Associated Press.