O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, condenou ontem “fortemente” a explosão de uma bomba no sudoeste do Paquistão, que matou 81 pessoas. Por meio do seu porta-voz Martin Nesirky, ele pediu às autoridades locais para agir rapidamente na identificação dos responsáveis.

Observando que este foi o segundo ataque contra a comunidade minoritária xiita em Quetta nas últimas semanas, Ban Ki-moon “apelou por uma ação rápida e determinada contra aqueles que afirmam serem responsáveis por perpetrar tais ações”.

O secretário-geral reitera ainda “o forte apoio da ONU para os esforços do governo e do povo do Paquistão para proteger as minorias étnicas e religiosas e para combater o flagelo do terrorismo”. As informações são da Dow Jones.