Mais uma tragédia marcou o futebol africano neste domingo (1º). No empate entre Libéria e Gâmbia por 1 a 1, em Monróvia (capital liberiana), pela rodada inaugural das Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo de 2010, oito pessoas morreram sufocadas por causa de confusões com a superlotação do estádio Samuel K. Doe.

Com capacidade para 33 mil pessoas, o estádio já estava superlotado duas horas antes do início da partida. Soldados da Organização das Nações Unidas (ONU), em missão de paz no país mesmo após o fim da guerra civil, fecharam os portões, mas muita gente já havia entrado com ingressos falsos.

Assim, torcedores que estavam com entradas verdadeiras ficaram enfurecidos e começaram a pressionar a entrada. Com a correria perto dos portões, muitos foram sufocados e ao menos oito morreram. Outros tantos foram levados para o hospital.