O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, telefonou nesta quinta-feira para o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e manifestou “preocupação” com o uso da violência contra a população civil por parte do governo sírio.

De acordo com a Casa Branca, Obama e Erdogan concordaram que a violência na Síria deve parar e a pressão da população para que haja uma transição para a democracia deve ser atendida. Os dois líderes comprometeram-se a manter o contato nos próximos dias enquanto acompanham os acontecimentos na Síria.

Ontem, os EUA voltaram a impor sanções à Síria ao mesmo tempo em que diplomatas de Brasil, Índia e África do Sul reuniam-se com o presidente da Síria, Bashar Assad, em busca de um compromisso do governo com o fim da repressão às manifestações no país. As informações são da Associated Press.