Em seu primeiro comentário público sobre o frustrado atentado em Nova York no sábado à noite, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje que “a justiça será feita” com o suspeito detido e com quaisquer outros que tentarem cometer ataques contra o país.

Falando no início de um encontro do influente Business Council, uma associação de líderes empresariais, Obama disse que o fracassado atentado em Nova York é “outra séria lembrança dos tempos em que vivemos”. O presidente afirmou que os EUA vivem em uma época em que há pessoas que “não desistirão” de tentar destruir o estilo de vida norte-americano.

O governo Obama informou que um homem foi preso, sob suspeita de ter relação com a tentativa de atentado com um carro-bomba. O veículo acabou não explodindo. O homem, Faisal Shahzad, é paquistanês e tem cidadania norte-americana. Ele havia retornado recentemente de uma viagem ao Paquistão e deve comparecer a uma corte ainda hoje.

Shahzad foi detido na noite de ontem, no Aeroporto John F. Kennedy, quando estava no avião para embarcar para Dubai, nos Emirados Árabes. As informações são da Dow Jones.