O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama apertou as mãos de seu homólogo cubano Raúl Castro nesta terça-feira, durante evento em homenagem a Nelson Mandela na África do Sul.

O aperto de mão entre os líderes de dois inimigos da época da Guerra Fria aconteceu durante uma cerimônia que se concentrou no legado de reconciliação de Mandela e aconteceu quando Obama estava cumprimentando uma série de líderes mundiais e chefes de Estado que participam da cerimônia em Johanesburgo.

Ele também apertou as mãos da presidente brasileira Dilma Rousseff, que entrou em conflito com Obama a respeito das ações de espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA).

Os Estados Unidos e Cuba deram, recentemente, pequenos passos de reaproximação, o que elevou as esperanças de que os dois países poderiam estar à beira de um avanço em suas negociações. Os mais céticos, porém, afirmam que os países mostraram sinais de reaproximação no passado mas voltaram atrás. Fonte: Associated Press.