O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou nesta segunda-feira que a agressão russa à Ucrânia apenas reforça a unidade dos Estados Unidos com a Europa. A afirmação foi feita após uma reunião de Obama com a chanceler alemã Angela Merkel sobre as perspectivas para a retomada de um acordo de paz para encerrar o conflito no leste ucraniano.

A reunião de Obama e Merkel aconteceu no momento em que Alemanha e França se preparam para conversações, nesta semana, com líderes da Rússia e da Ucrânia. Sem uma resolução, afirmou Obama. “o isolamento da Rússia vai apenas piorar, tanto política quando economicamente.”

Durante entrevista coletiva conjunta na Casa Branca, Merkel disse que é de extrema importância que o Ocidente apoie a Ucrânia. “Se desistirmos do princípio da integridade territorial dos países, não seremos capazes de manter uma ordem pacífica na Europa”, afirmou ela.

Estados Unidos e Alemanha enfatizaram a necessidade de resolver o conflito ucraniano por meio da diplomacia. Porém, o recente aumento da violência levou a Casa Branca a reconsiderar sua opção de não enviar ajuda letal para a Ucrânia. Merkel se opõe à ideia de armar as Forças Armadas ucranianas. Fonte: Associated Press.