O número de mortos em consequência das tempestades que atingiram a Ilha da Madeira, território de Portugal, ontem aumentou para 38 neste domingo, segundo as autoridades locais. Mais de 100 pessoas estão feridas e ainda não está claro quantas estão desaparecidas. As autoridades afirmaram que as fortes chuvas – as piores na ilha desde 1993 – também deixaram cerca de 250 desabrigados. Hoje o clima melhorou na região, o que facilita os trabalhos de resgate.

Fortes chuvas atingiram a ilha no início deste fim de semana, transformando algumas ruas da capital Funchal em corredeiras. A agência de proteção civil de Portugal informou que uma equipe médica apoiada por mergulhadores e especialistas em resgate foi enviada ao arquipélago. O avião que transporta a equipe também leva equipamentos de telecomunicação, já que linhas de telefone foram danificadas.

Madeira é a principal ilha do arquipélago português com o mesmo nome, no Oceano Atlântico, e é popular entre turistas britânicos. Uma porta-voz do escritório de relações exteriores britânico afirmou que não tem qualquer informação sobre se cidadãos do Reino Unido foram envolvidos no desastre.