enkontra.com
Fechar busca

Mundo

Nigéria resgata 27 trabalhadores sequestrados

Em uma operação realizada em conjunto, os militares da Marinha e do Exército da Nigéria resgataram 27 trabalhadores da indústria do petróleo que haviam sido sequestrados no Estado de Cross River, no sudeste do país. De acordo com autoridades, uma pessoa ainda está desaparecida.

Eles são funcionários da refinaria Sinopec e foram abordados pelo grupo armado Forças Marinhas Lactop na última quinta-feira na cidade de Ikang, próxima a capital do Estado, Calabar. De acordo com tenente Ajibola Olabisi, o Lactop vinham aterrorizando os moradores da região há tempos, até que as forças armadas agiram e o expulsaram.

“Os criminosos fugiram assim que os nossos homens invadiram o esconderijo deles. Ninguém foi morto ou ferido durante a operação”, disse Olabisi, acrescentando que os militares já estavam investigando os sequestradores.

Por muitos anos, a região do Delta do rio Níger, rica em petróleo, foi alvo de ataques armados, que só foram amenizados com o acordo de anistia de 2009, quando o governo da Nigéria ofereceu o perdão por crimes passados sob a condição de que os guerrilheiros depusessem suas armas.

Os grupos armados que agiam na área eram conhecidos por sequestrar trabalhadores estrangeiros e locais da indústria do petróleo para pedir o resgate. Apesar da anistia, incidentes esporádicos continuam a ocorrer.

Os conflitos na região haviam levado a produção de petróleo na Nigéria para menos de 1 milhão de barris por dia, mas o país se recuperou desde a anistia e o produção atinge hoje mais de dois milhões de barris. A Nigéria é maior produtor de petróleo da África e oitavo entre os maiores do mundo. As informações são da Dow Jones.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas