O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou hoje que a construção de casas para judeus em Jerusalém Oriental não afeta os moradores palestinos da disputada cidade. Ante o Parlamento israelense, Netanyahu disse que as obras não os afetam “de nenhuma maneira”.

Os palestinos querem Jerusalém Oriental como parte de seu futuro Estado independente. O governo israelense foi condenado pelos Estados Unidos e pelos palestinos ao anunciar na semana passada, durante visita do vice-presidente norte-americano, Joe Biden, a construção de 1.600 casas em um bairro no leste de Jerusalém Oriental.

O anúncio levou ao pior momento nas relações bilaterais entre Israel e EUA nos últimos anos. Em seu discurso, Netanyahu não deu a entender que poderia cancelar ou reduzir essas obras.