As mortes de militares americanos no Iraque caíram para o nível mensal mais baixo em quatro anos, com 20 soldados mortos em maio. Os números de mortes de civis iraquianos variam de acordo com a fonte, mas também caíram. A maioria das fontes diz que cerca de 530 civis morreram em maio, metade dos níveis vistos em março e abril. Mas tanto oficiais iraquianos como norte-americanos e empresas particulares de segurança estão incertos se a baixa pode ser uma tendência de longo prazo ou simplesmente uma breve pausa.

O comando militar dos Estados Unidos também alerta que a relativa paz é frágil, pois não ainda não foram alcançados acordos entre as comunidades xiitas, sunitas e curdas. De qualquer modo, os números de maio são considerados encorajadores especialmente junto com o fato de os Estados Unidos continuarem com a retirada dos cerca de 30 mil reforços que o presidente George W. Bush havia enviado ao Iraque no início do ano passado para frear a onda de conflitos entre xiitas e sunitas. Atualmente há 155 mil soldados no Iraque.