Mulheres costumam competir entre si, seja no trabalho, escola ou outro tipo de ambiente. O problema é que às vezes esta situação perde o controle. Foi o que aconteceu na Colômbia.

Na quinta-feira (11), a modelo Yeimi Rey, 21 anos, foi detida no aeroporto de Bogotá, quando tentava embarcar para Miami (EUA), após ser denunciada pela também modelo Carolina Muñoz.

A acusação é pesada. Não se trata de tráfico de drogas, uma ocorrência comum na Colômbia, mas de crimes tão sérios quanto. Yeimi e sua irmã, Cláudia Rey (que também é modelo) é acusada de sequestrar e torturar Carolina Muñoz.

Carolina teve os cabelos arrancados, apanhou e levou mordidas das rivais./Foto: Reprodução

Tudo aconteceu porque surgiu uma treta daquelas entre as belas. Carolina contou à polícia que, em 31 de janeiro, foi posta a força pelas irmãs em um carro na capital colombiana. No veículo, “elas me bateram, me torturam, puxaram meu cabelo, me deixaram careca, rasgaram a minha roupa, me morderam e me deram choque”, contou a vítima, segundo o jornal El Tiempo”. Ela também alega ter tido dinheiro roubado pela dupla.

Tudo isso porque dias antes, Carolina postou fotos de Yeimi e da irmã antes de as rivais fazerem cirurgia plástica. Com isso, o público passou a fazer comparações do “antes” e o “depois”, o que enfureceu as irmãs. Carolina admitiu ter criado uma conta falsa no Twitter para prejudicar as irmãs Rey depois que as duas fizeram comentários negativos sobre ela no Twitter. Mas não esperava uma reação tão violenta. A outra irmã, Claudia está foragida.

Carolina antes de sofrer a agressão: ela não esperava uma reação tão violenta./Foto: Instagram