O ministro das Finanças mexicano, Luis Videgaray, admitiu que comprou uma casa de uma empresa subsidiária do Grupo Higa em outubro de 2012, um mês antes de assumir a pasta. A empreiteira participou do consórcio para construir o primeiro trem de alta velocidade do país e também vendeu uma mansão no valor de US$ 7 milhões para a primeira-dama do país, Angelica Rivera.

Videgaray é um conselheiro próximo do presidente Enrique Peña Nieto. Sua declaração confirmou uma reportagem do Wall Street Journal.

O Grupo Higa assinou contratos durante a presidência de Peña Nieto e também em seu mandato como governador do estado do México. A companhia fez parte de um consórcio de transportes antes de o negócio ser cancelado. Contudo, há planos de reiniciar o processo de licitação.

O ministro mexicano afirmou nesta sexta-feira que não tem planos para vender a casa localizada no Estado do México. Ele disse que não há conflito de interesse porque ele fez a compra antes de Penã Nieto assumir a presidência.

A operação ocorreu entre 2005 e 2011, período entre o mandato de Videgaray como secretário de Finanças de do governo estadual de Nieto e o início da ataul presidência, em 01 de dezembro de 2012. No momento da transação, Videgaray era coordenador da transição de Peña Nieto.

“Eu me sinto absolutamente relaxado porque eu agi com honestidade e transparência” afirmou à rede de televisão Televisa. Em outra entrevista na MVS Radio, Videgaray disse que encararia de forma positiva uma investigação independente sobre a compra. O ministro tem sido uma figura-chave no governo de Pena Nieto, tendo participado de uma série de reformas controversas que ganharam elogios no exterior. Fonte: Associated Press.