A ministra de Defesa da França, Sylvie Goulard, se afastou do governo em meio a uma investigação sobre o uso de assessores no Parlamento Europeu.

Goulard emitiu uma declaração nesta terça-feira, sugerindo que ela não quer que a investigação prejudique os esforços do presidente francês, Emmanuel Macron, para limpar a corrupção na política francesa. Ela e outros vários políticos franceses são acusados de supostamente terem utilizado os salários de seus assessores no Parlamento Europeu para o financiamento de trabalho em seus próprios partidos políticos. Outros membros do governo Macron também são alvo de investigações, mas negam envolvimento.

A ministra disse que quer estar livre para “mostrar minha boa fé” na investigação sobre seus assessores parlamentares. Ela disse que não quer mais ser integrante do governo, enquanto Macron promove uma mudança ministerial após ganhar maioria parlamentar no último domingo. Fonte: Associated Press.