Militares e forças de segurança do Egito foram posicionados em diversos locais no Cairo antes de manifestações agendadas para esta sexta-feira por apoiadores do deposto presidente Mohammed Morsi. Os agentes já fecharam algumas vias da capital e ruas no centro da cidade.

Os protestos desta sexta-feira são um teste para saber se simpatizantes de Morsi conseguirão manter a pressão sobre o governo, apesar de uma intensiva operação contra a Irmandade Muçulmana. As manifestações foram batizadas de “sexta-feira dos mártires” e devem ocorrer após as orações muçulmanas.

Centenas de membros da Irmandade, incluindo o líder do grupo, foram detidos e outras centenas foram mortas em alguns das piores ofensivas desde 2011. Apoiadores de Morsi mantiveram sua campanha para devolver o poder ao presidente deposto desde o golpe de 3 de julho. Mas as manifestações têm se resumido a confrontos com a segurança e com cidadãos nos últimos dias. Na quinta-feira, o autocrata deposto Hosni Mubarak foi libertado da prisão, criando ainda mais tensão no país. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.