Autoridades iraquianas afirmam que milhares de famílias estão retornando à cidade de Ramadi três meses depois que forças apoiadas por ataques aéreos dos Estados Unidos forçaram a retirada do grupo extremista Estado Islâmico.

O prefeito da cidade, Ibrahim al-Osaj, declarou este domingo que as autoridades locais estão autorizando apenas o retorno de famílias a áreas que já passaram por uma vistoria anti minas e outras armadilhas. Ele não deu um número exato de quantos retornaram a suas casas, mas disse que eram milhares de pessoas.

A TV estatal iraquiana transmitiu uma imagem de dezenas de carros entrando na cidade sob a liderança do Sheik Abdul-Latif al-Himaim. Ramadi caiu sob o domínio do Estado Islâmico em maio passado. Os extremistas foram retirados em dezembro. Fonte: Associated Press.