O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, garantiu que não autorizou “nenhuma espionagem contra o México”, disse hoje em Genebra o chanceler mexicano, José Antonio Meade. A afirmação de Obama teria sido feita em conversa com o presidente Enrique Peña Nieto.

No mesmo telefonema, prosseguiu Meade, o líder norte-americano prometeu investigar o caso de monitoramento das comunicações do líder mexicano.

As primeiras informações sobre a espionagem dos EUA contra o México foram publicadas há dois meses, mas, na segunda-feira, a revista alemã Der Spiegel trouxe novos detalhes sobre como a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) teria monitorado comunicações entre Peña Nieto e seus assessores antes de sua eleição. Fonte: Associated Press.